"As cores são minha obsessão, meu divertimento e meu tormento de todos os dias" (Monet)

14/05/2010

O QUE É TOM?


NOÇÕES BÁSICAS:


Tom é uma medida de claro e escuro, é o que caracteriza a “força” de uma cor. Enquanto os outros dois componentes da cor – matiz e intensidade – referem-se à natureza da luz refletida pelo objeto, o tom define o quanto de luz chega realmente aos nossos olhos. Numa fotografia em branco e preto, por exemplo, não há cores, apenas tons, que vão do branco, passando por diferentes intensidades de cinzas, até o preto. Apesar disso, tudo aparece com clareza, pois os tons retratam com precisão a quantidade de luz refletida por cada objeto na fotografia.

Agora imagine como seria pintar usando um conjunto de cores que tivessem todas o mesmo tom. Por mais reais que essas cores fossem, a cena perderia toda luminosidade, a ponto de tornar-se irreconhecível como se fosse uma colcha de retalhos coloridos. É nisso que reside a importância do tom para distinguirmos os objetos e para definirmos de que modo eles s
e relacionam uns com os outros.
Na realidade, embora cada cor tenha sua tonalidade própria, esta pode ficar mais clara ou escura, dependendo da quantidade de luz que incida sobre ela. Assim, um prédio de tijolos observado sob a intensa luz do sol pode parecer mais claro do que um mármore branco na sombra.

A gradação tonal, vão do branco puro ao preto, passando pelos múltiplos meio-tons. É verdade que as gradações tonais são infinitas. À olho nu só é possível distinguirmos, sem grande esforço, de seis a nove, mas você não precisa usar de todas em sua pintura, pode-se realizar uma boa pintura que causará interesse visual utilizando apenas três gradações; basta apenas ter o cuidado de distribuí-las harmoniosamente.
De início você pode achar difícil dar o “valor tonal” ao observar os objetos, mas com o tempo e um pouco de treino aprenderá, com certeza. Um exercício bastante simples lhe ajudará como treino: Olhe para determinado objeto com os olhos franzidos (semicerrados) para bloquear a passagem da luz. Depois procure identificar os inúmeros tons que encontrar. Ao olhar atentamente para a copa de uma árvore dessa maneira descobrirá admirado, infindáveis tonalidades de verde em uma só árvore! 

Outro exercício: Amasse uma folha de papel e depois abra um pouco. Olhe com os olhos franzidos e note como os tons podem mudar num mesmo objeto. Ao longo das dobras bem marcadas, eles são nítidos; em torno das mais suaves, são graduais. O mesmo se aplica para tecidos e até mesmo na pele humana.
Reconhecer o tom de determinada cor pode parecer difícil para quem está iniciando, porém, praticando na pintura a comparar um determinado tom de uma cor à outra, treinamos nossos olhos a captar até mesmo as mais sutis gradações.

Obs.: Uma pintura depois de seca, pode alterar todos os tons. Na tinta à óleo os escuros tendem a aclarar e os claros a escurecer: atente para esse fenômeno ao montar sua paleta. Na tinta acrílica todos os tons podem escurecer até quatro gradação. Isso porque cada tinta reage de maneira diferente nas misturas. O aconselhável é sempre buscar atingir nas misturas alguns valores abaixo. Na tinta à óleo, intensifique os contrastes entre claros e escuros para não haver surpresas desagradáveis depois do trabalho pronto. Mas lembrem-se, mesmo depois de seca, na pintura à óleo você poderá "refinar" os contrastes com retoques.

2 comentários:

  1. Cara Amiga

    Conheci-te através do Porto das Crónicas da nossa Tais e do Veredas do Pedrão. Vim ao teu blogue e gostei. Convido-te, por isso, a visitar a Minha Travessa e seres seguidora dela, o que desde já te agradeço.

    Também adora as artes plásticas e até, quando jovem (e a Censura cortava os meus textos) fiz cartoon para ganhar uns tostões. E fui-me safando. Eu não escrevi safado... hahahaha

    Desculpa a chatice que te possa causar este ‘tuga desavergonhado e escrevinhador. Também ando pelo Facebook, o que quer dizer que estou aposentado, mas vivo. E tão bem disposto quanto seja possível…

    Qjs = queijinhos = beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado, esse conteúdo me ajudou muito! Abraço.

    ResponderExcluir

Tua visita me deixa muito feliz e o teu comentário é importante para o meu aprimoramento. Aceito sugestões, críticas construtivas e elogios, naturalmente, que não sou boba, né... rs. Só não aceito e nem vou publicar comentários anônimos com gracinhas sem graça e ofensas de gente desocupada. Aos anônimos peço que assinem, por favor.

A todos meus agradecimentos e meu carinho!

Sueli Gallacci