"As cores são minha obsessão, meu divertimento e meu tormento de todos os dias" (Monet)

28/04/2012

Fotografia como referência

(clique)


Eu e o mar (revolto)

Por que tanta tormenta
Num agitar furioso,
Um avançar impiedoso,
De um reclamar sem fim?

Devias aprender de mim...

Que me escondo no silêncio
Das palavras não nascidas,
Profanas ou benditas,
Represadas e esquecidas...

Por que essa busca
Por mais espaço
Se és infinito, vasto e temido?

Devias aprender de mim...

Meu tempo é curto,
A jornada é longa,
A estrada é curva
E sempre acaba no mesmo lugar.

Do que reclamas
Se tens o céu que te empresta o azul,
O verde das algas,
O vermelho dos corais?

Devias aprender de mim...

Que invento cores,
Crio cenários
Imaginários
Pra fugir desta solidão.

Tu tens as sombras das gaivotas
E eu só a minha por companhia.

Tu te encontras com o horizonte,
Eu me perdi na procura.

E ao cair da tarde,
Tens a despedida do sol
Que desce mansinho como um carinho...

Sim, devias aprender de mim...

Que sou rio que não deságua,
Cachoeira em queda livre:
Explode, se junta e segue...

Sueli Gallacci



10 comentários:

  1. Beleza de poema....e tela espectacular..
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Baixou de uma só vez em sua pena, Pessoa e Drummond. (pelo estilo , ritmo e delícia de resultado). QUE LINDO, SUELI!

    Obrigado pela companhia e pelo carinho constantes. Estou de volta. Devagar mas estou.rsrs.

    PS: Esse poema, se me permite, eu acho que você deveria emoldurá-lo junto à pintura. Especialmente belo.

    Grande abraço, minha querida. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Sueli, você não existe, quanto talento, quanta sensibilidade, lindo!...

    Uma semana abençoada.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá Sueli!
    Um trabalho fantástico, com uma fidelidade excelente e com um poema que se enquadra perfeitamente.
    Muitos parabéns!
    Beijo
    Milai

    ResponderExcluir
  5. Sueli, este poema está divino, me fez lembrar de um poema de Casimiro de Abreu chamado DEUS. Você deve conhecê-lo.
    A pintura como sempre, irretocável. Perfeita.

    beijo grande, amiga.
    Tais

    ResponderExcluir
  6. Sempre uma nova surpresa por aqui um poema com uma energia incrivel valeu Poetisa!

    ResponderExcluir
  7. Não sei a quem admiro mais, se à Pintora ou à Poetisa .
    Magnífico Sueli.Estou me encantando aqui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, obrigada amiga! Seus elogios estão me deixando mal acostumada rsrs. Isso vindo de vc, grande Poetisa que é, acaricia o meu coração...

      Beijo grandão.

      Excluir
  8. Fiquei encantado com o seu trabalho e adorei sua poesia!

    ResponderExcluir

Tua visita me deixa muito feliz e o teu comentário é importante para o meu aprimoramento. Aceito sugestões, críticas construtivas e elogios, naturalmente, que não sou boba, né... rs. Só não aceito e nem vou publicar comentários anônimos com gracinhas sem graça e ofensas de gente desocupada. Aos anônimos peço que assinem, por favor.

A todos meus agradecimentos e meu carinho!

Sueli Gallacci